Flit retoma atividades

Usina-Cultural-Energisa.jpg

Este ano, a iniciativa conta com o patrocínio da Energisa

         Transformar as pessoas por meio da leitura. Com esse compromisso, a Festa do Livro Internacional da Paraíba (FLIT) vem atuando em três comunidades do município de Conde, desde 2018. Após um ano e meio realizando ações pontuais por conta da pandemia da Covid-19, a FLIT retorna suas atividades e se prepara para o evento literário a ser realizado em dezembro.

         De acordo com uma das idealizadoras da FLIT, Anastácia Alencar, este ano a festa está vinculada a dois tipos de ação: lançamento de livro e o evento literário com palestras e apresentações artísticas e culturais. Ela explica que em setembro, no dia 30, haverá o lançamento do livro Uma Aventura Animal, da escritora Maria Valéria Rezende, e dia 28 de outubro, do livro Obé, de Thiago Costa. Ambos serão transmitidos online, no perfil da FLIT no Instagram. No local do evento, seguindo todos os protocolos sanitários, os autores estarão presentes, como também  alguns convidados das três comunidades as quais a FLIT está atuando: Assentamento Tambaba, Quilombo Ipiranga e Aldeia Tabajara.

         Já em dezembro, a festa literária será realizada em dois dias, também de forma remota. Os convidados participarão nos seus respectivos lugares, com mediação online. A programação conta com mesas redondas, debates, palestras e algumas ações  culturais. Autores ilustres como Luiz Ruffato e Maria Valéria Rezende estão confirmados para o evento. “Toda a festa terá transmissão online para quem quiser participar das mesas redondas, dos debates e palestras. Traremos as pessoas das comunidades para fazerem parte desse universo literário da FLIT.”, explica.

         Este ano o time da FLIT ganha reforço com o patrocínio da Energisa. A empresa irá sediar os eventos da festa literária em sua Usina Cultural. Para o diretor-presidente da Energisa na Paraíba, Márcio Zidan, fortalecer o cenário cultural paraibano é uma das prioridades da empresa. “Por isso, fazemos questão de apoiar iniciativas tão relevantes quanto a Flit, que reúne artistas locais e de outros estados. Mais do que lazer, acreditamos que investir em cultura é abrir horizontes socioeconomicos, educativos e sustentáveis”, pontua.

         Já o analista da Usina Cultural Energisa, José Moura, reforça que o espaço está sempre de portas abertas para promover eventos dessa magnitude, que fortalece ainda mais a cultura dentro do Estado. “Receber a FLIT na Usina Energisa significa dizer que será uma parceria de muito sucesso. Foram várias reuniões e muita troca de conhecimento. Realizar um Projeto como a FLIT dentro de um centro cultural que há 18 anos fomenta a cultura no Estado da Paraíba, só reforça o papel e a importância da Usina no cenário cultural paraibano. Será uma honra ter um evento do tamanho da FLIT em nossa programação”, destaca.

         Sobre esse tempo em que a FLIT esteve sem atividades presenciais, os idealizadores Juca Pontes e Anastácia Alencar relatam que a sensação de distanciamento foi difícil. A festa sempre esteve dentro da comunidade, usando os espaços da comunidade e migrar para o universo online, sem o contato com a cultural local, foi um desafio.

         “Ainda não podemos ter um evento 100% presencial. Por isso resolvemos mudar e levar a comunidade a um dos maiores centros culturais da Paraíba. Antes a comunidade abria seu espaço e recebia o público. Agora nós estamos recebendo a comunidade para o nosso universo”, reflete.

         Anastácia reforça que as ações da FLIT não são as tradicionais das feiras literárias. O diferencial da Festa do Livro Internacional da Paraíba é fazer com que os anseios das comunidades sejam atendidos com aprendizados e experimentações. Ela descreve a edição de 2021 como “um grande reencontro do passado com essa nova experiência de viver de um outro jeito, principalmente com uma dinâmica online. Temos um novo desafio pela frente que é trabalhar neste novo formato e estamos ansiosos para realizar mais uma edição do evento”.

         A Festa do Livro Internacional da Paraíba foi idealizada para despertar a curiosidade e interesse pela leitura e pela escrita e aprimorar as demais formas de expressões de linguagem e comunicação no litoral sul paraibano. Sua meta é tornar os cidadão das comunidades onde realiza atividades leitores e consumidores de cultua. A FLIT é uma realização da 4 Olhos Comunicação Cultural, da 3 Brasis, Energisa, Secretaria Especial de Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal, em parceria com o Fecomércio PB e patrocínio do Bradesco.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

scroll to top